• ABP

Como o estigma atrapalha a prevenção?

O estigma do suicídio é um dos principais problemas quando o assunto é a prevenção. O preconceito é uma grande barreira que dificulta a prevenção e precisa ser desconstruído.


Em todo o mundo, mais de 700 milhões de pessoas padecem de algum tipo de transtorno psiquiátrico e, destes, 50 milhões estão no Brasil. Praticamente 100% das pessoas que morreram por suicídio tinham alguma doença mental, muitas vezes não diagnosticada e não tratada.



Das mais de 12 mil pessoas que morrem anualmente por suicídio no Brasil, aproximadamente metade foi a uma consulta médica em algum momento num período de seis meses que antecederam a morte. Cerca de 80% foram ao médico não psiquiatra no mês anterior ao suicídio. Ainda, 50 a 60% das vítimas nunca se consultaram com um profissional de saúde mental ao longo da vida.


Durante séculos de história, por razões religiosas, morais e culturais, o suicídio foi considerado um grande "pecado". Talvez, por essas razão, ainda haja muito medo e vergonha em falar abertamente sobre o tema, que é um importante problema de saúde pública.


A falta de conhecimento sobre o assunto, a dificuldade de buscar ajuda e errônea ideia de que o comportamento suicida não é um evento frequente caracterizam importantes obstáculos para a prevenção.


Lutar contra esse estigma é fundamental para que a prevenção aconteça de forma bem sucedida!


Continue acompanhando o blog do Setembro Amarelo e saiba mais sobre como ajudar na prevenção do suicídio.

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone LinkedIn
  • White Twitter Icon
  • Branca Ícone Google+